Saudações

A todos que viajam pela primeira vez nos tranqüilos e incomensuráveis rios da Literatura, Música e Cinema, sejam bem-vindos. Espero que gostem dos textos; alguns são textos acadêmicos, outros pura literatura, se assim considerarem o que escrevo como literatura. Pretensão à parte, desejo que sejam bem recebidos pela pena que uso nessa nova imersão em que me atiro.

domingo, 10 de junho de 2012

poesia II

a poesia não pode,
não deve ficar"apenas"
no concreto da cidade.
pobres esquinas, cruzadas
pelas sínteses femininas
que o brilho
se perde na paulista;
tão pobres sinos,
alertam o brilho desgarrado da retina,
o corte fino da navalha, a pesquisa sangüínea.

Nenhum comentário: