Saudações

A todos que viajam pela primeira vez nos tranqüilos e incomensuráveis rios da Literatura, Música e Cinema, sejam bem-vindos. Espero que gostem dos textos; alguns são textos acadêmicos, outros pura literatura, se assim considerarem o que escrevo como literatura. Pretensão à parte, desejo que sejam bem recebidos pela pena que uso nessa nova imersão em que me atiro.

sexta-feira, 14 de março de 2008

"Ânsia análoga a Ânsia"

Desgostos, atados, atravessados,
repercurtem ínfimos comentários,
tamanha rutilância hipocondríaca
que resta em parlatório desnudado.
satisfazem lauréis comedidos em faces entorpecidas,
do adocicado laudar em versos não entendidos.
farsa da palavra lingüística que o verbo hodierno não conjuga.
Ah! Déspotas da palavra não esclarecida,
românticos tupiniquins,
dadores de receitas de ego,
Amaldiço-os por não serem poesia!

Nenhum comentário: