Saudações

A todos que viajam pela primeira vez nos tranqüilos e incomensuráveis rios da Literatura, Música e Cinema, sejam bem-vindos. Espero que gostem dos textos; alguns são textos acadêmicos, outros pura literatura, se assim considerarem o que escrevo como literatura. Pretensão à parte, desejo que sejam bem recebidos pela pena que uso nessa nova imersão em que me atiro.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008


Desatino sábio
do silêncio da espera,
o tique-taque rasgante,
o roçar de unhas na mesa.
Cada suspiro à espeita
de um olhar.
talvez instante em que se largue
não seja palavra contida,
apenas a nuvem que filtra
o vento na cortina,
dobre galhos, telhas
rumor e grito.

Nenhum comentário: